Exposição das Obras do professor Diamantino Irineo Zanella (Bia)

Está acontecendo, na Casa da Cultura professor Bia, durante todo o mês de junho, uma exposição das obras do artista Diamantino Irineo Zanella, popularmente conhecido como professor Bia.
Na exposição estão sendo apresentadas para a comunidade, as principais obras de arte produzidas pelo artista, além de fotografias que retratam passagens da vida do professor. Também estão expostas as ferramentas de trabalho que eram utilizadas na confecção das obras.

Abaixo segue um breve relato da vida do professor Bia, escrito pelos familiares:

“Diamantino Irineo Zanella, conhecido carinhosamente por Professor Bia.
Filho de Albino e Eleonor, irmão de Celso e Neusa, nascido aos 28/06/1942 em Erechim, onde teve sua infância. Decidiu pelo ofício do magistério e vê como seu primeiro aluno seu pai Albino. Ajudou sua família a construir a Usina Hidroelétrica de Nonoai. Foi sócio ativo do Clube Recreativo Nonoaiense. Participou ativamente do Esporte Clube Brasil e colaborou na construção na primeira sede do CTG Ronda da Saudade, na cidade de Ronda Alta. Assumiu o magistério do estado na década de 60 vindo a morar em Constantina onde conheceu sua esposa Carmem Mafessoni Zanella. Pai de Glaucia, casada com Anderson e lhes deram os netos Anderson Junior, Nayara e Nayane. Pai de Emerson, casado com Amanda, que lhes deram os netos, Augusto e André.
Foi professor Colégio Cenecista de Constantina e professor, diretor, vice-diretor e assistente financeiro da Escola Estadual São José. Ajudou a escrever a primeira revista com a história de Constantina. Foi presidente do Grupo Cultural Filhos da Lua. Presidente do PDT – Partido Democrático Trabalhista. Foi Secretário da Indústria e Comércio e Secretário da Educação. Deixou sua marca fazendo o primeiro plano de carreira dos professores e concluindo projetos das escolas Polos do Município de Constantina.
Além disso tudo, foi chofer de taxi, treinador, contador, desenhista, eletricista, encanador, pintor, artesão, destacando-se como professor de História e Geografia.
Sua paixão pela natureza era enorme, tinha um dom com os animais fora de sério. Os mesmos são se sentiam ameaçados por ele fazendo coisas incríveis como pegar um beija-flor com a mão.
Levava sua família para acampar, e ensinou aos netos seu hobby preferido: pescar. Passando essa paixão para os filhos e netos. Seu amor e carinho por todos da família era fora do comum, fazia de tudo para que todos se sentissem felizes. Um grande filho, irmão, esposo, pai, sogro e avô. Uma pessoa sempre dinâmica, criativa, decidia e inteligente. Conseguiu ver seus dois filhos graduados e um dos seus netos. Ali realizou seu maior sonho.
Lutava muito para alcançar seus objetivos. Ajudou muitas pessoas e entidades. Foi profissional competente.
A herança mais importante que um homem pode deixar é o legado, um exemplo. E isso ele conseguiu.”

Bia 4

Bia 1

Bia 3

 

Compartilhe