Constantina terá coleta seletiva de resíduos

A partir do mês de setembro, o município de Constantina vai passar a contar com a coleta seletiva de resíduos sólidos. Confira a orientação da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente:

O que é coleta seletiva?

Coleta seletiva é a coleta diferenciada de resíduos que foram previamente separados segundo a sua constituição ou composição. Ou seja, resíduos com características similares são selecionados pelo gerador (que pode ser o cidadão, uma empresa ou outra instituição) e disponibilizados para a coleta separadamente.

De acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a implantação da coleta seletiva é obrigação dos municípios, sendo que  metas referentes à coleta seletiva fazem parte do conteúdo mínimo que deve constar nos planos de gestão integrada de resíduos sólidos dos municípios. É com este intuito que o município de Constantina estará iniciando a Coleta Seletiva em setembro de 2017.

Por que separar os resíduos sólidos urbanos?
Cada tipo de resíduo tem um processo próprio de reciclagem. Na medida em que vários tipos de resíduos sólidos são misturados, sua reciclagem se torna mais cara ou mesmo inviável, pela dificuldade de separá-los de acordo com sua constituição ou composição. O processo industrial de reciclagem de uma lata de alumínio, por exemplo, é diferente da reciclagem de uma caixa de papelão.

Por este motivo, a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabeleceu que a coleta seletiva nos municípios brasileiros deva permitir, no mínimo, a segregação entre resíduos recicláveis secos e rejeitos. Os resíduos recicláveis secos são compostos, principalmente, por metais (como aço e alumínio), papel, papelão, tetrapak, diferentes tipos de plásticos e vidro. Já os rejeitos, que são os resíduos não recicláveis, são compostos principalmente por resíduos de banheiros (fraldas, absorventes, cotonetes e etc.).

Há, no entanto, outra parte importante dos resíduos que são os resíduos orgânicos, que consistem em restos de alimentos e resíduos de jardim (folhas secas, podas e etc.). É importante que os resíduos orgânicos não sejam misturados com outros tipos de resíduos, para que não prejudiquem a reciclagem dos resíduos secos e para que os resíduos orgânicos possam ser reciclados e transformados em adubo de forma segura em processos simples como a compostagem. Por este motivo, o município de Constantina vem a adotar a separação dos resíduos em três frações: recicláveis secos, resíduos orgânicos e rejeitos. Sendo que o resíduo orgânico não deve ser encaminhado para a coleta seletiva e sim realizada a compostagem em terrenos em cada residência, a fim de minimizar o envio do orgânico para o aterro sanitário, aterro este que está situado em Trindade do Sul.

Quando esta coleta mínima existe, os resíduos recicláveis secos coletados são geralmente transportados para centrais ou galpões de triagem de resíduos, onde os resíduos são separados de acordo com sua composição e posteriormente vendidos para a indústria de reciclagem. Os resíduos orgânicos são tratados para geração de adubo orgânico e os rejeitos são enviados para aterros sanitários.

A logística reversa é a obrigação dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de determinados tipos de produtos (como pneus, pilhas e baterias, lâmpadas fluorescentes e etc.) de estruturar sistemas que retornem estes produtos ao setor empresarial, para que seja reinserida no ciclo produtivo ou para outra destinação ambientalmente adequada, essa campanha vem sendo desenvolvida pela Secretaria de Obras e Viação, em datas marcadas para o recolhimento e posterior descarte ambientalmente correto.

A Secretaria de Agricultura está à disposição para maiores informações a cerca de possíveis dúvidas que possam surgir. Desta forma, pedimos a todos que procurem cumprir as normas designadas para este processo, só assim poderemos organizar a coleta seletiva e dar destino adequado para cada resíduo gerado.

Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.

 

Compartilhe