2° FÓRUM REGIONAL DE AGROECOLOGIA DEBATE SOBRE O FUTURO DA AGRICULTURA

Na quinta-feira (12/04) aconteceu, no Centro Cultural José Rugeri, o 2° Fórum Regional de Agroecologia e Sistemas Agrícolas Sustentáveis. Evento promovido pelo Instituto Consciência Planetária (ICP) com o apoio da Prefeitura Municipal de Constantina, Emater, Cresol e Sicredi.

Neste ano, o Fórum teve como tema “agroecologia – saúde e rentabilidade” e contou com a participação de agricultores, professores, estudantes, extensionistas rurais, dirigentes de entidades e comunidade em geral, promovendo um importante debate sobre o futuro da agricultura e a relação da produção e consumo de alimentos com a saúde humana.

No turno da tarde, o professor Antônio Inácio Andrioli, que também é vice reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul, realizou uma palestra direcionada para agricultores, extensionistas rurais e dirigentes de cooperativas e entidades, onde apresentou a agroecologia como a principal tendência para o futuro da agricultura.

“Não é possível planejar o futuro da agricultura se não colocarmos a agroecologia como a principal alternativa. Vários países da Europa já estão em processo de transição, onde substituem gradualmente a produção de commodities pela produção de alimentos agroecológicos. No Brasil ainda cometemos o erro de priorizar a agricultura de exportação, onde apostamos em um sistema insustentável a longo prazo, no ponto de vista econômico, social e ambiental” destaca Andrioli.

O professor também ressaltou que o desenvolvimento da agricultura não pode ser planejado apenas do ponto de vista econômico, mas sim através de um processo pensado de dentro para fora e que aborde a sustentabilidade, ou seja, que garanta que os recursos sejam suficientes pelo maior tempo possível: “o nosso desafio é garantir que as gerações futuras tenham as mesmas ou melhores condições do que a nossa, será que estamos caminhando para isso?” questiona Andrioli.

Após a palestra com o professor Andrioli os participantes puderam contar com a intervenção dos debatedores Clairton da Silva e Neimar Marcos da Silva, representando o Instituto de Permacultura de Alpestre, Jéssica Croda, mestranda em Sistemas Agroflorestais pela UFSM, e Alexandre Bueno, da empresa Simbiose,  que apresentaram algumas experiências agroecológicas existentes no Rio Grande do Sul e no Brasil.

Os participantes do evento também conheceram o projeto “Árvores da Minha Vida”,  iniciativa de algumas crianças de constantina, onde a cada aniversário as mesmas plantam uma árvore, com o objetivo de despertar a consciência e preservar a natureza.

No turno da noite foi realizada uma palestra direcionada, principalmente, para estudantes e professores, onde o vice reitor da UFFS tratou sobre o tema “ética do cuidado – paradigma para uma educação sustentável”, provocando importantes reflexões sobre o papel que a educação deve cumprir na construção de um desenvolvimento sustentável para a nação.

Para Emiliana Brandão, diretora  do ICP, o objetivo do evento é o de avançar neste importante debate sobre a agroecologia, que foi iniciado no ano passado com a realização do primeiro fórum: “como vivemos em uma região que é de base agrícola, precisamos promover reflexões sobre a viabilidade econômica, social e ambiental dos diferentes modelos de agricultura, procurando fazer com que os agentes sociais de Constantina consigam estar juntos para pensar no desenvolvimento sustentável do nosso município. Com a realização dos fóruns de agroecologia estamos semeando esta ideia nos mais diversos setores” destaca Emiliana.

Fotos: Assessoria de Imprensa do I.C.P

Compartilhe